Como abrir uma Unidade Escoteira

O Escotismo é um movimento educacional de jovens, sem vínculo a partidos políticos, voluntário, que conta com a colaboração de adultos e valoriza a participação de pessoas de todas as origens sociais, etnias e credos, de acordo com seu Propósito, seus Princípios e o Método Escoteiro, concebidos pelo fundador Baden-Powell e adotados pela União dos Escoteiros do Brasil. Como força educativa, o Escotismo se propõe a complementar a formação que cada criança, adolescente ou jovem recebe de sua família, de sua escola e de sua orientação religiosa.

O Propósito do Movimento Escoteiro é contribuir para que os jovens assumam seu próprio desenvolvimento, especialmente de caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e úteis em suas comunidades, conforme definido pelo seu Projeto Educativo. E assim contribuir para a educação de jovens, por meio de um sistema de valores baseado na Promessa e na Lei Escoteiras, para ajudar a construir um mundo melhor, onde as pessoas se realizem como indivíduos e desempenhem um papel construtivo na sociedade construtivo na sociedade.

Graças ao trabalho voluntário de adultos que se preocupam com a construção de um mundo melhor, o Movimento Escoteiro tem alcançado um número bastante expressivo de crianças e jovens, por meio do funcionamento de Unidades Escoteiras Locais, presentes na maioria dos estados e cidades brasileiras.

As Unidades Escoteiras Locais (UEL) podem ser constituidas por:

  • Seção escoteira autônoma é a menor Unidade Escoteira Local, e congrega membros de um mesmo Ramo, com um efetivo mínimo de oito crianças, adolescentes ou jovens, sob a responsabilidade de pelo menos dois escotistas (adultos).

    Conta também com um conselho de pais como órgão de apoio familiar (para os Ramos Lobinho, Escoteiro e Sênior), responsável por trabalhar em estreita cooperação com os escotistas, com o objetivo de acompanhar o planejamento e o relatório das atividades realizadas, bem como debater quaisquer assuntos de interesse, ouvir palestras de educadores, estudos conjuntos de problemas de educação, entre outros.

    A seção escoteira autônoma é reconhecida pela União dos Escoteiros do Brasil por meio do Certificado de Autorização de Funcionamento Anual.

    A fundação de uma nova seção escoteira autônoma terá o apoio da Região Escoteira ou do Escritório Nacional dos Escoteiros do Brasil (quando não houver Região Escoteira na localidade), que deverá acompanhar todo o processo.

  • Grupo Escoteiro deve ter um efetivo mínimo de vinte associados registrados, congregar pelo menos duas seções e deve contar com Assembleia de Grupo, Diretoria de Grupo e Comissão Fiscal de Grupo para que seja reconhecido pela União dos Escoteiros do Brasil, por meio do Certificado de Autorização de Funcionamento Anual. Tem por objetivo tornar-se completo, atendendo crianças, adolescentes e jovens na faixa etária dos 6,5 aos 21 anos, de ambos os sexos, de modo a oferecer um Programa Educativo integral, progressivo e contínuo.

Passos para criar uma Unidade Escoteira Local (UEL)
  1. O interessado na criação de uma nova Unidade Escoteira Local deve acessar o Sistema Paxtu, que irá direcionar para a tela de escolha de abertura de um Grupo Escoteiro ou Seção Autônoma Escoteira;

  2. Ao posicionar o seu cursor em uma das opções de Tipos de Unidades, automaticamente é apresentado as condições de abertura para seção Autônoma Escoteira ou Grupo Escoteiro;

  3. Após escolher a opção, basta seguir o passo a passo em nosso guia.